DestaqueJustiçaSociedade

Inadec apresenta queixa-crime contra Jefran

O Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Inadec) apresentou uma queixa-crime contra a imobiliária Jefran, por fortes indícios de burla por defraudação, abuso de confiança e branqueamento de capitais, informou hoje o director-geral adjunto da instituição, Eugénio de Almeida.

Inadec apresenta queixa-crime contra Jefran
Inadec apresenta queixa-crime contra Jefran

Além da queixa-crime apresentada a 03 de Junho deste mês, o Inadec propôs também uma acção cautelar ao Tribunal Provincial de Luanda e apresentou uma denúncia pública à Procuradoria Geral da República, na mesma data, por incumprimento contratual e por violação de direitos económicos dos consumidores.

Associam-se a estas acções do instituto, a suspensão de toda a actividade de promoção e construção de imóveis da promotora imobiliária Jefran, decretada a 03 de Junho deste ano também pelo Inadec.

Eugénio de Almeida, que falava em conferência de imprensa, a propósito de actividades realizadas pelo Inadec de 03 a 13 de Junho, referiu que a empresa Jefran celebrou contratos de venda de casas nos regimes de pré-pagamento e de renda resolúvel, no período de 2010 a 2017.

O gestor denunciou ainda o facto de o sócio maioritário da Jefran ceder, em Janeiro 2019, a totalidade da sua quota (90%) a um terceiro.

De igual modo, Eugénio de Almeida disse que o sócio maioritário demitiu-se da sua posição de gerente e criou uma outra entidade jurídica que está ligada à Jefran, visando dissipar a sua responsabilidade civil e criminal dos negócios realizados com os clientes.

A imobiliária Jefran deve, a pelo menos, 372 clientes (compradores) de imóveis cerca de em mil milhões e 142 milhões de kwanzas, no período entre 2010 a 2017.

Angop

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button