DestaqueSociedade

Manifestantes colocam caixão dentro de esquadra em Luanda

Familiares de um cidadão angolano, vítima de morte súbita, colocaram o caixão com o cadáver dentro de uma esquadra, responsabilizando as autoridades pela sua morte o que desencadeou uma carga sobre os manifestantes, disse hoje a polícia.
Manifestantes colocam caixão dentro de esquadra em Luanda
Manifestantes colocam caixão dentro de esquadra em Luanda

O caso sucedeu na quinta-feira numa unidade policial, no município de Luanda, distrito do Sambizanga, e ficaram danificadas sete viaturas além do edifício da esquadra.

De acordo com um comunicado do comando provincial de Luanda da Polícia Nacional, ficaram feridos agentes no incidente.

O caixão, com um cadáver no seu interior, foi deixado pelos familiares da vítima no quintal da esquadra, onde permaneceu durante algumas horas, enquanto no exterior foram “protagonizados actos de alteração da ordem e tranquilidade públicas”.

A vítima, 25 anos, fora detida pelo Serviço de Investigação Criminal, no dia 18 deste mês, tendo sido solto dois dias depois.

“O cidadão em causa veio a falecer no dia 24 de Junho de 2019, (quatro dias após ter sido solto pela PGR), quando participava em uma partida de futebol, tendo uma morte súbita”, referem as autoridades.

“O Comando Provincial de Luanda repudia veementemente os actos de vandalismo e todas as ações ilícitas decorrentes dos tumultos e apela os cidadãos à resolução pacífica dos conflitos”, salienta o documento.

Além dos agentes feridos, a polícia tem também o registo do ferimento de pelo menos dois civis.

Lusa

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button