AngolaSociedade

SINSE com dois dispositivos para segurança cibernética

O novo dispositivo para fiscalização e acompanhamento da atividade cibernética em Angola, que o Serviço de Inteligência e Segurança de Estado (SINSE) acolhe , passou a ser constituído por dois corpos autónomos entre si, e não apenas por um, segundo apurou o Club-K. Os dois dispositivos são: A Direção de Segurança Eletrónica e Cibernética (DSEC) e o Centro de Desenvolvimento Técnico (CDT).

Atividades cibernética nas atenções de Miala

SINSE com dois dispositivos para segurança cibernética
SINSE com dois dispositivos para segurança cibernética

A Direção de Segurança Eletrónica e Cibernética (DSEC) está congregada nos órgãos de apoio técnico operativo funcionando nas instalações do SINSE. O Centro de Desenvolvimento Técnico (CDT) está  por sua vez agregado  nos órgãos de apoio especializado. A missão deste centro é a recolha e tratamento de dados, e informações veiculadas nas redes sociais. A sua tarefa, estendem-se ao acompanhamento das informações dos órgãos de comunicação públicos e privados, nacionais e estrangeiros e noutras publicações diversas.

Ambas estruturas são dirigidas por um director nacional e coadjuvado por um adjunto, nomeados pelo chefe do SINSE, Fernando Garcia Miala.

A existência das duas estrutura, que têm funções equivalentes, segue um princípio orientador da organização do aparelho de segurança que consiste na existência de órgãos paralelos, a funcionar em sobreposição.

SINSE com dois dispositivos para segurança cibernética
SINSE com dois dispositivos para segurança cibernética
Fonte: Club-k.net
Tags
Mostrar Mais

Ernesto

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button