Sociedade

Transporte de avultadas somas deve ter segurança – PN

Luanda - As autoridades policiais, em Luanda, reforçaram o apelo para que os cidadãos deixem de transportar avultadas somas monetárias sem a devida segurança, para evitar assaltos a mão armada.

Em declarações hoje (sexta-feira) à Angop, o director do Gabinete de Comunicação, Institucional e Imprensa da delegação provincial do Ministério do Interior, intendente Mateus de Lemos Rodrigues, desaconselhou que as vítimas reajam aos assaltos.

“Não é aconselhável reagirem aos assaltos, porque os seus protagonistas vêm munidos com armas de fogo e sob efeito de drogas, com o objectivo de consumar o acto”, sublinhou.

Adiantou que os assaltantes não perdem tempo a pensar e quando a vítima reage, alvejam-na.

Em caso de levantamento e transporte de avultadas somas monetárias, Mateus Rodrigues aconselha os cidadãos a solicitarem o auxílio da Polícia Nacional ou de empresas de segurança especializadas, para a devida escolta.

Apesar da actual alta do custo de vida, realçou que nesta época do ano, quando se aproxima a quadra festiva, ocorrem este tipo de delitos, pelo que os cidadãos devem estar mais atentos.

Apesar dos últimos crimes, considerou a situação delituosa em Luanda “controlada”, tendo anunciado a detenção dos quatro homens que participaram na tentativa de assalto na avenida Fidel Castro, onde há uma semana foram vítimas quatro pessoas, entre eles um oficial da corporação.

Disse que estão a ser feitas diligências para a detenção dos presumíveis autores destes homicídios e responsabilizados criminalmente.

O especialista em segurança pública Walter dos Santos é de opinião que a polícia tome providências para que os delitos sejam evitados, através técnicas adequadas de prevenção.

Realçou que actualmente os meliantes estão a adoptar outras técnicas e actuam com mais astúcia, por esta razão a corporação deve acompanhar este “modus operandi”, no sentido de fazer face a estes crimes.

“Como os marginais descobrem que uma determinada pessoa transporta o dinheiro, depois do levantamento numa agência bancária”, foi o questionamento do especialista, tendo aconselhado as forças da ordem a uma investigação profunda e dar uma resposta imediata.

O sociólogo Abel Chico enalteceu os apelos das autoridades policiais, no sentido das pessoas deixarem de transportar avultadas somas monetárias sem a devida segurança.

Reconhece que a corporação não tem efectivos suficientes para suprir este tipo de necessidades individuais, devendo os cidadãos terem maior cautela possível.

Reprovou a atitude dos cidadãos que, ao invés de socorrer as pessoas, no caso de assaltos ou acidentes de viação, estão mais preocupados a filmar e viralizar nas redes sociais, em desrespeito aos familiares das vítimas.

Hoje (sexta-feira) foi assassinado um cidadão russo, no bairro Alvalade, distrito da Maianga, depois de ser baleado à queima-roupa por desconhecidos.

Na quinta-feira (14), nos períodos da manhã e tarde, ocorreram dois assaltos nos distritos da Ingombota e Maianga, com dois homens baleados e roubadas as pastas de dinheiro que transportavam.

Na quarta-feira (13),  junto da ponte do Km25, na Avenida Fidel Castro, município de Viana, 12 homens transportados em seis motorizadas interpelaram uma viatura que transportava um cidadão nacional e dois de nacionalidade chinesa, que transportavam dinheiro.

Em todos os casos, os assaltantes se faziam transportar em motorizadas, com o apoio de uma a duas viaturas ligeiras.

Com uma população estimada em mais de sete milhões de habitantes fazem parte da capital angolana os municípios de Luanda, Kilamba-Kiaxi,  Belas, Talatona, Cazenga, Cacuaco e Viana, Quiçama e Icolo e Bengo.

Tags
Mostrar Mais

Bernardo Seculo

Escritor e Editor de Noticias no site Angola Nossa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button