Tecnologia e Ciência

Satélite angolano atrai investidores

O lançamento do satélite geoestacionário angolano Angosat-1, em Dezembro, está a chamar a atenção de empresas brasileiras com investimentos nas telecomunicações, revelou ontem, em Luanda, a  presidente da Associação  de Empresários e Executivos Brasileiros  em Angola (AEBRAN).

Lançamento do satélite gera interesse entre os investidores
Fotografia: kirill kudryavtsev | AFP

Arlete Lins afirmou na abertura do fórum “Telecomunicações – novas fronteiras para os negócios em Angola”, que encerra amanhã, que “o mundo também está atento”, pelo que prevê que, logo a seguir ao lançamento, haverá inscrições para investir no sector.
A presidente da AEBRAN considera que o Angosat-1 reforça os passos dados por  Angola nas novas tecnologias, com projectos “interessantes” que estão a chamar a atenção da comunidade internacional de negócios, como é o caso da ligação do submarino de fibra óptica.
Considerou que, apesar das relações comerciais entre Angola e o Brasil estarem afectadas pela crise, os últimos dados do Governo angolano e do Fundo Monetário Internacional (FMI) deixam os investidores “cada vez maisanimados.”
O Brasil coopera com Angola em vários domínios, mas a tecnologia é uma ferramenta que vai causar impacto em todos os sectores – Educação, Saúde, Transportes, Agricultura e outros – com potencial para impulsionar a diversificação.
O fórum abordou os temas a tecnologia e a informação, tecnologia na mobilidade urbana e agricultura digital.
O arquitecto Lourenço Valladares, orador do tema sobre a “Tecnologia na mobilidade urbana”, considerou o telemóvel como um meio de aquisição de conhecimentos que geram soluções.
O secretário de Estado das Tecnologias de Informação e Comunicação, Mário Oliveira, afirmou que os projectos institucionais de telecomunicações traduzem a visão do Governo angolano de diversificar a economia.

Tags
Mostrar Mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button