PR rende homenagem a Kundi Paihama

Luanda – O Presidente da República, João Lourenço, rendeu hoje (quarta-feira), no quartel-general das FAA, homenagem ao general e político Kundi Paihama, falecido sexta-feira, por doença.

Presidente da República, João Lourenço, rende homenagem ao General Kundi Paihama

Presidente da República, João Lourenço, rende homenagem ao General Kundi Paihama

Presidente da República, João Lourenço, rende homenagem ao General Kundi Paihama

Presidente da República, João Lourenço, rende homenagem ao General Kundi Paihama

Presidente da República, João Lourenço, rende homenagem ao General Kundi Paihama

Presidente da República, João Lourenço, rende homenagem ao General Kundi Paihama

Presidente da República, João Lourenço, rende homenagem ao General Kundi Paihama

Presidente da República, João Lourenço, rende homenagem ao General Kundi Paihama

Presidente da República, João Lourenço, rende homenagem ao General Kundi Paihama

Presidente da República, João Lourenço, rende homenagem ao General Kundi Paihama

Entoado o hino nacional, o Chefe de Estado, acompanhado pela primeira-dama, Ana Dias Lourenço, inclinou-se ante a urna que contem os restos mortais do antigo ministro da Defesa, transmitindo de seguida os sentimentos de pesar à família.

No livro de condolências, o Presidente João Lourenço destacou que Angola perdeu um dos seus melhores filhos, com o desaparecimento físico de quem dedicou toda vida à causa da liberdade e do progresso social de Angola.

“O general Kundi Paihama era fiel aos ideais e princípios pelos quais acreditava e lutava, destemido perante os perigos e desafios”, escreveu o Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas.

Destacou, ainda, a pessoa “humilde, popular e falante de várias línguas nacionais” entre as qualidades que o distinguiam.

O Presidente lamentou o facto de não se poder realizar “uma grandiosa homenagem, a dimensão da trajectória e do contributo prestado à pátria”, devido aos condicionalismos impostos pela pandemia da Covid-19, que assola o mundo.

Renderam, igualmente, homenagem a Kundi Paihama o vice-presidente da República, Bornito de Sousa, o Presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, membros do Bureau Político do MPLA, deputados, governantes, diplomatas e altas patentes dos órgãos castrenses.

Natural de Quipungo, província da Huíla, Kundi Paihama foi ministro do Interior, da Segunça de Estado, da Inserção e Controlo Estatal,  da Defesa Nacional  e também dos Antigos Combatentes e Veterano da Pátria, além de ter sido governador das províncias de Luanda, da Huíla, de Benguela e do Huambo.

Os restos mortais do general Kundi Paihama vão a enterrar quinta-feira, na sua terra natal.

  • Adicione seu comentário