Campanha de vacinação contra pólio ultrapassa metas

A previsão era, segundo o chefe do departamento provincial de saúde pública e controlo de endemias da Huíla, José Hélio Chiangalala, vacinar 451 mil e 649 crianças.

Deste número, segundo a fonte, 40.928 crianças foram imunizadas na Cacula, 44.617 em Caluquembe, 36.956 em Chicomba, 19.185 no Cuvango, 22.124 nos Gambos, 22.564 na Humpata, 69.786 na Matala, 52.282 no Quipungo e 183.780 petizes no Lubango.

Haviam sido disponibilizadas 532 mil e 990 doses de vacinas e a distribuição de  9.060 fichas de registo de vacinação, 1.870 fichas de consolidação do supervisor, 1.870 fichas de supervisão das equipas, 1.550 fichas de croquis de vacinação, 3.020 marcadores unha pólio ao menor, entre outros materiais para o efeito determinantes para os números acima divulgados.

Reforçou que apesar da satisfação dos resultados, o programa de rotina prossegue a nível das unidades hospitalares públicas para atender aquelas crianças que não beneficiaram da gota milagrosa.

A actividade foi acompanhada por dois técnicos da Organização Mundial da Saúde (OMS) e equipas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) que financiaram o programa avaliados em mais de 96 milhões de kwanzas para todo aparato técnico e administrativo.

Em 2019, a província da Huíla registou quatro casos suspeitos de paralisia aguda infantil, em crianças menores de cinco anos de idade, nos municípios da Jamba, Chicomba, Cuvango e Lubango durante a segunda fase da campanha de imunização contra a doença, que abrangeu 590.602 crianças.

  • Adicione seu comentário