Nóqui ganha posto de identificação civil

Mbanza Kongo – Um posto de identificação civil foi inaugurado esta sexta-feira, no município do Nóqui, província do Zaire, pelo governador Pedro Júlia.

Com capacidade para emitir 150 bilhetes de identidade (BI) por dia, a instituição é a primeira do género aberta nesta localidade desde a independência nacional, a 11 de Novembro de 1975.

Além do BI, cujo prazo de entrega/levantamento será de dez dias, o posto vai também emitir registos criminais, numa actividade a ser assegurada por dois técnicos do sector.

A sua abertura simboliza o início da campanha de massificação de registo civil e atribuição de bilhete, que a nível da província prevê registar, até Dezembro próximo, cerca de 100 mil habitantes, segundo o responsável por este departamento, Paixão Correia.

Para o efeito, foram constituídas 16 brigadas, compostas por quatro elementos cada, as que vão trabalhar nos municípios, comunas e aldeias.

Com abertura desse posto, reduzem-se os custos da população do Nóqui, que percorria mais de 100 quilómetros para ir a cidade de Mbanza Kongo, capital da província, tratar documento.

O município tem 23 mil e 880 habitantes e as comunas de Lufico, Mpala e Nóqui sede.

Nóqui é o quinto, de seis, município com serviço de identificação civil na província.

  • Adicione seu comentário