Tribunal do Cuanza Sul condena jovem por queimada anárquica

Sumbe – O Tribunal do Cuanza Sul condenou hoje (segunda-feira) Daniel Bento), 26 anos, à pena de três meses de prisão efectiva por efectuar queimadas anárquicas no município do Libolo.

As queimadas ocorreram há uma semana na comuna da Munenga, devastando uma considerável área, provocando danos à flora e a propriedades privadas.

De acordo com o juiz Martinho Raimundo, Daniel Bento vai igualmente pagar três meses de multa, à taxa diária de 50 kwanzas, 20 mil kwanzas de taxa de justiça, indemnizar 705 mil a dois ofendidos e um defensor oficioso.

Na mesma comuna, um outro incêndio, na quarta-feira (23), provocou a morte de um cidadão de 39 anos, quando este tentava socorrera a sua mãe, que se encontrava num ponto da lavra para onde as chamas se dirigiam, mas ficou perdido no meio do fumo e foi atingido pelo fogo.

As queimadas anárquicas têm sido proibidas pelas autoridades mas os cidadãos dizem ser uma prática antiga que visa caçar animais para o consumo e preparar a terra para o cultivo.

Entretanto, estas queimadas, as vezes têm se propagado de forma descontrolada e atingem vários bens, chegando a ceifar vidas humanas, destruir residências e alguma plantação agrícolas.

  • Adicione seu comentário